Você sofre do mal do século??

ATM significa articulação temporomandibular. Esta articulação é responsável por todos os movimentos que você faz com a boca, existindo uma em cada lado (em frente de cada orelha). As doenças desta articulação e dos músculos que fazem esses movimentos da boca são chamadas de disfunções temporo-mandibulares (DTM). Esta é uma doença que causa sofrimento a milhões de pessoas ao redor do mundo, diminuindo a qualidade de vida e restringindo o convívio social.

A procura por profissionais capacitados para tratar dores de cabeça, dores na face, dores musculares na região do pescoço, cansaço ao mastigar, estalos, crepitações, alterações na audição, zumbido, ranger e apertamento de dentes tem aumentado nos últimos 10 anos. Junto ao aumento de casos, tem diminuído a idade mínima para aparecimento dos mesmos. Hoje no consultório já somos procurados por mães preocupadas com seus filhos de 12, 13 anos ou até menos que desenvolveram as características da doença, rangem dentes ao dormir, reclamam de dores de cabeça constantes, mal estar, zumbidos no ouvido.

Em muitos deles, a justificativa está sim nos dentes. Pacientes que tem ausências dentárias, dentes fora de posição, encaixe alterado entre as arcadas, têm uma maior probabilidade de apresentar os sintomas. Porém, a justificativa não está só nos dentes. Hoje, acredita-se que as dores são multifatoriais, ou seja, vários fatores, juntos ou individualmente, podem levar ao desconforto descrito pelos pacientes. Existem estudos que acreditam existir ligação com problemas psicológicos, stress, alterações neurológicas, transtorno de déficit de atenção e hiperatividade, processos alérgicos das vias aéreas, ansiedade, medo e, principalmente, desordens do sono.  

Para o tratamento porém, já está disseminada a ideia de que se tem dor na ATM (articulação têmporo-mandibular) é necessário o uso de placas miorrelaxantes. Nem sempre é assim… Há que se tratar as causas desse apertamento e dessas dores que muitas vezes envolvem prótese em casos em que há falta de dentes, ou ortodontia em casos em que há encaixe alterado de dentes e arcadas.

É importante que ao perceber esses sintomas, o paciente procure seu dentista e faça uma avaliação do problema.  Quanto mais precocemente a doença for detectada e tratada, melhor o resultado para o paciente.

Quer saber mais sobre esse assunto?? Entre em contato!!