Futura Mamãe: verdades sobre saúde bucal que você precisa saber

Vocês devem estar achando que estou com ideia fixa em gravidez, uma vez que na semana passada também postei sobre esse assunto…mas não é nada disso!! É que tenho algumas pacientes grávidas que já me fizeram essas perguntas e então resolvi juntá-las e escrever um post.

Queria começar o post tecendo elogios pelo seu interesse, afinal mãe que é mãe já começa a se preocupar com a saúde do filho desde a gravidez…uma preocupação aliás bem pertinente, uma vez que os dentes do seu bebê já começam a se formar por volta da quinta a sexta semana após a concepção. Ao nascimento, todos os vinte dentes decíduos (dentes de leite) estão quase completamente formados.

Como uma mulher grávida, a melhor coisa que você pode fazer é nutrir e manter sua própria saúde dental e geral. É melhor ter uma dieta equilibrada e evitar lanches ricos em amido e açúcar entre as refeições. Uma dieta saudável e balanceada irá fornecer-lhe as vitaminas, cálcio, fósforo e outros minerais necessários para os dentes e ossos do seu bebê. Durante a gravidez, seu médico irá avaliar as suas necessidades específicas e aconselhá-la em conformidade.

Eis as verdades que você precisa saber: 

Será que o cálcio para os dentes do bebê vem de meus dentes?
Não! É muito importante dissipar esse mito comum de que o cálcio necessário para os dentes do seu bebê vem dos dentes da mãe. A verdade é que ele vem da sua dieta.

Qual é a melhor maneira de cuidar de meus dentes?
Não tem mistério… Para ajudar a prevenir a cárie dental e a doença periodontal (gengivas e ossos de suporte), você já está cansada de saber que deve escovar cuidadosamente seus dentes pelo menos três vezes ao dia, usar o fio dental e visitar regularmente seu dentista. Aquela história de que “para cada filho, um dente a menos” é a mais pura desculpa de mãe que não cuidou apropriadamente da sua saúde bucal durante a gravidez. 

A gravidez afeta minha gengiva?
Durante a gravidez, os níveis hormonais do seu corpo aumentam consideravelmente. A inflamação da gengiva (gengivite)  é especialmente comum durante o segundo até o oitavo mês de gravidez. Isto pode causar gengivas vermelhas, inchadas e sensíveis, com tendência ao sangramento durante a escovação. Esta sensibilidade é uma resposta exagerada à placa bacteriana e é causado por um aumento do nível do hormônio progesterona no seu sistema, o que é normal durante a gravidez. Ocasionalmente, crescimentos exagerados do tecido gengival aparecem durante o segundo trimestre. Estes crescimentos não são malignos e os inchaços geralmente são encontrados entre os dentes e acredita-se que estão  relacionados ao excesso de placa bacteriana. Por isso, é especialmente importante  manter um alto nível de higiene bucal durante a gravidez. Estudos têm sugerido que mulheres grávidas que têm doença grave periodontal (gengivas e ossos de suporte) podem apresentar maior risco de parto prematuro e baixo peso dos bebês ao nascer. Se você perceber qualquer alteração em sua boca durante a gravidez, consulte seu dentista.

Espero que você tenha uma gravidez tranquila e saudável!!