Seu filho chupa o dedo? Saiba quando isso pode virar um problema

thumbsucking

Chupar o dedo é ao mesmo tempo comum e normal na infância. Na verdade, isso é comumente visto em bebês quando eles ainda estão no útero. O hábito de chupar o dedo está associado a momentos de ternura e segurança. Além disso, a estimulação por via oral é semelhante à do receptor de leite. Portanto, ao longo do tempo torna-se um hábito simples e reconfortante. É muito bom saber que a maioria das crianças supera o hábito até os 5 anos. No entanto, se o hábito de sucção perdura por mais tempo, torna-se um problema real.

Sabemos que, se o hábito parar antes de os dentes permanentes começam a entrar em erupção, por volta dos seis anos de idade, não há danos a longo prazo para os dentes. No entanto, se o hábito persiste até os seis ou sete anos, há repercussões sérias que podem afetar o desenvolvimento dos dentes, ossos da mandíbula, e alterar o desenvolvimento normal da fala.

É também importante notar que em alguns casos, a sucção do polegar pode ter graves impactos na sua dentição decídua (de leite) e, por conseguinte, exigir uma intervenção mais precoce. Isto pode ser determinado pelo seu odontopediatra ou clínico geral e resultará em um encaminhamento precoce ao ortodontista. Este é um exemplo da importância do acompanhamento precoce da criança no dentista. Já falei disso no post anterior.

Mas você pode estar se perguntando: “E o que essa mania tão bonitinha de chupar o dedo pode fazer de mal ao meu filho?”  Muita coisa. Vamos por partes…Os dentes podem projetar-se para frente, deixando seu filho bicudo. A arcada superior, por conta da pressão do dedo durante a sucção, torna-se estreita, o que posteriormente originará uma mordida cruzada.  Os dentes superiores e inferiores perdem o contato na região anterior, originando uma mordida aberta. Por conta dessa mordida aberta, começa a aparecer também uma interposição da língua ao engolir, mastigar e falar. Além disso, o crescimento da maxila e da mandíbula são alterados. A maxila tem seu crescimento estimulado e a mandíbula, por sua vez, é afetada tendo seu crescimento restringido e isso pode resultar em um alongamento da face da criança.

É importante lembrar que durante os primeiros anos, a sucção do polegar é natural, normal e proporciona uma fonte necessária de segurança frente ao seu novo mundo que muda rapidamente. No entanto, se o hábito persiste em anos escolares, pode causar problemas que poderiam ter sido evitados pela supressão no momento certo.

Então o que você faz como pai/mãe se sua criança continua a chupar o dedo? Eu respondo a essa pergunta no nosso próximo post do blog. Até lá!