Aparelho Ortodôntico também é coisa de criança!!

Captura de Tela 2014-03-30 às 18.09.34Existem duas áreas da Ortodontia que se chamam, Ortopedia Facial e Ortopedia Funcional, que lidam com o redirecionamento dos ossos da face da criança. Por isso, crianças com dente de leite já podem iniciar tratamento com aparelhos. Diferente do tratamento ortodôntico convencional, o uso de aparelhos em dente de leite não mexem no dente em si. O objetivo é movimentar os ossos da face, como a mandíbula e maxila, colocando-os mais para frente ou para trás, e até mesmo alargando estes ossos. A partir dos sete anos já é indicado marcar a primeira consulta. Nessa fase, ao diagnosticar um problema de desenvolvimento, seja dentário ou esquelético, a possibilidade de corrigi-lo é muito maior, uma vez que o crescimento e a consolidação das bases ósseas ainda estão ocorrendo.

Este tipo de intervenção é mais indicado para crianças por inibir, estimular ou direcionar o posicionamento e crescimento da maxila e da mandíbula, trabalho melhor realizado no período de crescimento e de troca de dentes. O tratamento nessa fase visa restabelecer o equilíbrio funcional e promover estímulos necessários para o desenvolvimento adequado da face e correção de anomalias de crescimento.  Esse tratamento na maioria das vezes, se bem conduzido, encurta a fase com aparelhos fixos e pode diminuir as chances de extração de dentes.

Na consulta da criança pode ser detectada uma má-oclusão que já justifique intervenção imediata. Porém, outras vezes nessa consulta por volta dos sete-oito anos da criança, eu detecto que já há uma ateração mas que para aquele tipo de má-oclusão ainda não é indicado intervir. Então, eu explico para o pai e para a mãe, que é melhor esperar do que ver o tratamento do filho virar um tratamento de 10 anos. E como eu tenho visto isso por aí, tratamentos que se arrastam por toda a infância da criança sem haver um ganho real para essa tão longa duração.

Os tipos de aparelhos para essa fase variam de acordo com cada caso, podendo ser  removível ou fixo, aparelho ortopédico ou aparelho funcional. As atuações são diversas: criar espaço para dentes muito apinhados ou dentes que estão em erupção; preservar espaço durante a fase de erupção; estimular ou inibir o crescimento e posicionamento da maxila e da mandíbula, entre outros.

Sinais que a criança precisa de tratamento

– Desvio lateral da arcada superior em relação à inferior;
– Hábito de chupar o dedo que continua mesmo após os seis ou sete anos de idade;
– Dificuldade para mastigar;
– Desgaste desigual ou excessivo dos dentes;
– Espaços entre os dentes (dentes superiores muito à frente dos dentes superiores).
– Dentes superiores e anteriores cobrem a maioria dos dentes inferiores – queixo muito para trás;
– Dentes superiores e anteriores estão atrás dos dentes inferiores – deixando o queixo muito para frente;
– Dentes anteriores não se tocam mesmo com a boca fechada – mordida aberta;
– Apinhamentos ou dentes sobrepostos a outros.

Benefícios do tratamento ortodôntico em crianças

– Capacidade de modificar o crescimento dos ossos da face;
– Correção da má oclusão (mordida errada) com resultados melhores e mais estáveis;
– Correção de hábitos nocivos de sucção e deglutição;
– Melhora no padrão e na capacidade respiratória;
– Melhora na função mastigatória;
-Pacientes em idade infantil apresentam boa cooperação e tendem a lidar bem com o uso de aparelhos dentários.
– A autoestima do paciente e satisfação dos pais são considerados benefícios do tratamento ortodôntico infantil.

Está em dúvida se seu filho(a) precisa de aparelho ortodôntico? Entre em contato agora mesmo!! Terei prazer em ajudar!!