Salvar o dente ou optar por um implante? O que levar em consideração?

c700x420

 

Nossos dentes deveriam nos acompanhar por toda a vida. Um dos principais objetivos da Odontologia é trabalhar com prevenção para fazer os dentes durarem saudáveis por toda uma vida.

Infelizmente, nossos dentes sofrem muitas agressões ao longo da vida. É cárie, perda óssea por conta da doença periodontal e traumas que podem comprometer a ideia de  longevidade saudável dos nossos dentes. E para solucionar o problema de dentes perdidos, a opção mais indicada, com altas taxas de sucesso, é a colocação de um  implante.

Mas a pergunta que muitas vezes me chega é: “Mas se a Odontologia evoluiu tanto, porque não se pode salvar o dente, ao invés de optar por um implante?” E foi para responder essa pergunta que escrevi esse post.

São duas as principais causas de perdas dentárias: cárie e doença periodontal.

A cárie, você meu leitor aqui do blog já está careca de saber, que é uma doença multi-fatorial, na qual as bactérias que vivem na nossa boca, ao se alimentarem do açúcar da nossa dieta, produzem um ácido que corrói a estrutura mais superficial do dente, chamada de esmalte. Quando vc não visita regularmente seu dentista, a cárie pode se aprofundar, atingindo camadas mais internas do dente, como a polpa, causando bastante dor e necessitando de um tratamento de canal para salvar o dente. Dependendo da destruição da estrutura dental causada pela cárie, você pode precisar apenas de uma restauração ou de algo mais elaborado, como um pino e de uma coroa para recompor o formato do dente. Até aí ok, o dente pode ser salvo. O negócio complica quando por algum motivo o canal precisa ser retratado. Isso pode acontecer em casos de reinfecção ou falha no tratamento endodôntico (canal). O dente vai ficando cada vez mais fragilizado, muito mais suscetível  a fraturas. Alerta vermelho no ar!

A doença periodontal também é responsável por várias perdas dentárias em pacientes adultos. Diferentemente da cárie que causa dor, a doença periodontal é uma doença silenciosa, que leva à perda óssea e mobilidade dental. Portanto, atenção: um sangramento gengival NÃO é normal. Na maioria das vezes a doença periodontal dá como primeiro sinal, o sangramento, que muitas vezes é negligenciado pelo paciente. E o que é mais sério, diferente da cárie que pode acometer um único dente, a doença periodontal, por comprometer o tecido periodontal, ou seja, o suporte do dente, muitas vezes acomete vários dentes ou até mesmo, todos os dentes.

A alternativa de reabilitar o espaço de um dente perdido através da colocação de um implante, sem dúvida, é uma opção super segura. Eu, particularmente, sou muito a favor de pender para a ideia de salvar o dente do paciente. Porém, deve-se avaliar questões como prognóstico da tentativa de salvamento do dente, ou seja, qual a probabilidade desse dente durar em boas condições na boca, questões financeiras envolvidas no processo, o histórico de cuidado oral do paciente e também a vontade do paciente.

Procure um dentista que você tenha confiança e certamente você será bem conduzido para tomar a melhor decisão!